domingo, 9 de março de 2008

Capitulo I - Vamos ajudar uma miúda bonita.

Cabo Verdiana, miúda, bonita, com 26 anos, no Verão conhece o amor da sua vida, engravida faz agora 6 meses, o amor da vida dela, segue o seu caminho voltou para França, onde trabalha. Tudo o que ele recebe vai para os pais na Índia.

Ela vive numa habitação sem condições nenhumas, em Odivelas, numa encosta, entre alguns casebres. Seu lar é o da ponta, faz esquina, com uma única porta, sem janelas, com telhado de zinco, sem forro, nos dias de chuva a água entra (se for muita, corre pelo corredor que liga todas as divisões) e o frio é uma constante. A casa é composta por hall onde há um sofá de 2 lugares, um quarto com uma cama para o irmão, um quarto com uma cama para ela, uma cozinha com um fogão e uma casa de banho, dito assim, dá para imaginar uma casa, mas não, é um barracão. A água é comum a todos os vizinhos, assim como a luz, há dias em que há outros em que não.

Ela, miúda bonita veio de Cabo Verde para estudar, fez Psicologia, falta-lhe uma cadeira para a licenciatura. Aceita todo o tipo de trabalho, desde ajudante de cozinha e até nas limpezas. Estava trabalhando num café em Loures mas o contrato acabou e não lho quiseram renovar, ela está gravida, não vale a pena. Na sexta-feira foi ver um novo emprego no Jumbo de Alfragide, 3 horas por dia, 6 dias por semana, limpar uma loja das 7 às 9h da manhã com um salário mensal de 180 euros.

Está inscrita na Ajuda de Mãe, mas se sair de casa, como fica o irmão dela? Trata-se de um miúdo deficiente (na verdade ele tem 28 anos mas o seu comportamento e idade mental é como se tivesse 12), não pode ficar sozinho, não come, deixa entrar todos em casa, perambula sem destino. Perante estas condições facilmente concluímos que a criança que ela espera não pode nascer ali, no meio daquela insalubridade sem condições nem para ter uma alcofa naquele frio cortante. Está inscrita na Câmara, e vai receber uma casa, mas só dentro de alguns anos -todos sabemos como são morosos estes processos em Portugal - e a pergunta que se coloca de imediato é, e até lá como vai viver?

Não tem nada para o bébé, NADA, nem roupa, nem cama, nem carrinho, nem fraldas, nem biberões. Como, como vai resolver o seu problema? Ela está disposta a receber 2,5 euros à hora, trabalhar com produtos tóxicos, pagar transporte, comida e ficar no final do dia praticamente sem nada. Ela precisa MESMO de ajuda, precisa de si. Tudo o que puder receber é muito bem vindo.

NIB: 003 505 060 069 998 330 098 - toda a ajuda é bem vinda.

Se puder ajudar, e necessitar de alguma informação complementar peça a
AJUDA PORTUGAL, ajuda.portugal@gmail.com

Obrigado por estarem ajudando.

Bem hajam.

23 comentários:

mary90 disse...

Boa noite.
Eu talvez possa ajudar com algumas roupas para o bebé.
Agradeço que me mandem morada ou telefone da jovem por mail.
mary90@sapo.pt
Eu moro perto dessa zona.
Mary90

OBSERVADOR disse...

Olá
Em primeiro lugar permitam-me que vos deseje uma óptima entrada na blogosfera.

Gosto do "ar" do blogue" e do conteúdo que promete.

Dou-vos a maior força para o vosso projecto.

Cumprimentos

Jojozinha disse...

Força para o blog! é disto que portugal precisa!

Anónimo disse...

Como é que eu sei que isto é verdadeiro?...

Anónimo disse...

A primeira coisa a fazer é dizeres-lhe para ír á maternidade Alfredo da Costa, lá existe um departamento onde dão ás mamãs um cabaz com roupas bébé/fraldas alimentos/roupinha de cama e outras coisas de bébé.

Principalmente é muito importante e conveniente informar-se lá como pode fazer pàra o bébé ter assistência medica ali para as consultas de rotina que a criança vai precisando ao longo da sua vida
medicamentos e outras necessidades que possa vir a ter.

Até a possibilidade talvez de alguém no Hospital saber de algum medico/a que precise de empregada em casa...Há até placares no Hospital para as pessoas afixarem papel com uma nota a oferecer-se para prestar serviços domésticos a quem precisar...quem sabe o próprio hospital não precisa de pessoal para serviço ao hospital..?

O primeiro passo é ír á Maternidade
para ficar a saber como proteger mínimamente as primeiras necessidades de uma criança o resto depois aparece por acrescimo.
Boa sorte!
M.

AJUDA PORTUGAL disse...

Mary90, falei agora com a menina bonita, e estou passando os contactos dela para o seu email.
Obrigada pela ajuda.

Observador, o blog nasce da necessidade de fazer "alguma coisa", nem sempre o dinheiro é a única solução, temos tanta coisa em casa para doar aos necessitados.

Jojozinha, acho que Portugal precisa de muita coisa e a filantropia é tambem uma delas.

Anônimo I, não precisa ajudar a "miuda bonita", pode ajudar qualquer uma das instituições que estão listada ao lado, ou então qualquer outra, ou ainda pode ajudar alguem que esteja ao seu lado, o importante é não ficar indiferente.

Anônimo II, obrigada pela informação, vou já passa-la, não tinha ideia do serviço de acção social da M. Alfredo da Costa.

Anónimo disse...

Escreve o NIB da menina, 5 euros não é nenhuma fortuna, eu não sou rico, mas sei fazer contas, vou poupar 2 horas de trabalho para uma gravida de 6 meses, e afinal de contas tenho certeza que ela vai fazer bom uso do dinheiro. Só quem precisa sabe o quanto isto vale.
Antonio

Nuno disse...

Olá! podes por aí o nib da menina. Não posso dar muito, é verdade, mas se cada um de nós desse 5 euros, n era mau. Porque não colocas um comentário no blog do rafeiro perfumado. Ele tem muitas pessoas a comentar, pode ser tb que alguém ajude. Se quiseres mandar o nib, manda para o nunomedon@hotmail.com. Cumprimentos, Nuno

Rafeiro Perfumado disse...

Só te posso desejar boa sorte para este teu projecto. Infelizmente não te irão faltar motivos para apelares à solidariedade das pessoas...

Um abraço!

Querubina disse...

Admiro a tua atitude, não e qualquer pessoa que se dispoe a ajudar.
Vou-te linkar para visitar mais vezes e tentar judar de alguma forma.

Beijufas de Luz!!

Nuno disse...

eu já gravei o nib no meu telemóvel! Quando eu puder por 5 euros lá, ponho! Se cada um de nós der 5 euros, vai ser bom! Boa sorte! Espero que a tua campanha resulte. Abraço!

Inês e Buba disse...

Eu vou ajudar a divulgar e ver que arranjo!!

Pode dar-me os contactos da menina Bonita?

Parabéns pela iniciativa!

Podem procurar coisas para ela em: http://br.groups.yahoo.com/group/LisboaFreecycle/

Dão muitas coisas úteis!!

;-)

Moquinhas disse...

Olá eu nem sei muito bem o que dizer no meio de tanta miseria,ficamos sempre sem palavras,eu estou desempregada mas tento sempre ajudar com aquilo que posso,a minha mãe morra perto de Odivelas,e eu tenho várias coisinhas do meu filhote que lhe poderiam dar geito,dinheiro também não posso dar,porque é so o ordenado do meu marido,mas se me deres a morada dela posso ir lá entregar-lhe as coisinhas que tenho,teho vários brinquedos também !!
Só te quero agradecer pela tua iniciativa,porque podemos não mudar o mundo mas podemos sempre mudar o mundo de alguém!!
São pessoas como tu que me fazem acreditar de novo nas pessoas,obrigada!!

moquinhas40@yahoo.com.br

AJUDA PORTUGAL disse...

António, o importante é ajudar, e fazer com que esta miúda bonita não se sinta totalmente abandonada, sem ninguém que olhar por ela, se interesse pelos problemas dela.

Nuno as suas dicas são preciosas.

Rafeiro perfumado, você tem razão motivos não faltam, falta é vontade de quebrar a inércia e fazer alguma coisa pelo vizinho do lado, não é preciso ser muito, não é preciso tirar o pão da nossa boca tantas vezes é só preciso olhar, apoiar, sorrir. Obrigada.

Querubina, você já está ajudando, és a luzinha ao fundo do túnel.

Nuno, obrigada pela força, sua força é a minha força, juntos somos uma fortaleza.

Inês e buba, já fiz a inscrição no Freecycle, não conhecia e poderá ser muito útil, o contacto da miúda bonita é o da AJUDA PORTUGAL, na casa dela o correio é muito incerto, apesar de ter um estacão na mesma rua. Ela não tem email, então o email ajuda.portugal@gmail.com faz de ponte com a miúda bonita e sempre que for recolher/receber alguma coisa ela estará presente.

Moquinhas você é um doce, seus email tem ajudado muito dando-nos força para continuar, a situação do pais não esta fácil, mas nos não podemos mudar todo o pais, mas podemos fazer a diferença para a miúda bonita.

Bijuterias D'encantar disse...

Acho que se podia fazer um leilão para licitar umas peças e depois com o dinheiro que desse, aproveitava-se para comprar os bens essenciais que ela não tem.
Não sou muito apologista destas situações... porque cada vez mais se vê a pedir e nós começamos por pôr em causa a veracidade da situação... mas aqui vê-se bem nas fotos que é da realidade que se trata...
Se for preciso alguma ajuda... contem comigo...
Vou divulgar o blog :)

Beijinhos

A Flôr disse...

Olá Boa Noite! :)

Começo por agradecer a presença no meu cantinho e sobretudo agradeço as palavras de coragem lá deixadas para a minha amiga Isabel. Quero muito, daqui a uns tempos, festejar com ela a vida! Obrigado :D

Quanto à iniciativa deste blog..... apenas posso dizer, UM BEM HAJA!
Portugal vive tempos difíceis, e infelizmente existem pessoas a passarem por muitas necessidades... às vezes, bem perto de nós! Temos que estar atentos e passar da teoria à prática. Penso que podemos sempre dar um bom uso a este mundo que é a Internet.... este blog é prova disso! BOA SORTE PARA ESTA INICIATIVA! :)

Eu sou alguém que partilha desse gosto, e dessa prática em ajudar quem precisa! Dentro do que me é possível, claro está! Mas se todos dessem o seu melhor!....

Um bem haja e resto de um bom domingo. Prometo passar por cá para ir sabendo notícias da jovem mamã e da criança. :)

Flor

Pérola disse...

Por acaso tenho aqui 3 sacos de roupa para dar e não tenho a quem, mas é roupa minha, para bebés não tenho mesmo nada.
Mas vou passar a mensagem a quem tiver.

Beijinhos e parabéns pela iniciativa.

claudia disse...

Olá! Em 1º lugar devo dizer que estas atitudes são dignas! Todavia, eu também costumo ajudar 1 orfanato em Setúbal de crianças abandonadas e/ou deficientes, fazendo recolhas de roupas e brinquedos. Esta explicação é só para perceberes o que vou escrever a seguir e não a interpretares como má vontade ok?
1º) Concordo com o "anónimo", apesar da nossa fraca economia, não há nenhuma maternidade em Portugal que deixe sair uma mão de mãos a abanar quando SE PROVAM as carências financeiras; Portanto, a miúda bonita deverá pensar e reaver a situação dela e pedir auxílio junto da maternidade;
2º)A questão do irmão: vivemos num EStado social e é bom que as pessoas não se acomodem às situações e se mexam para as resolver, oq ue eu acho que ela precisa é de alguém que a ajude a orientar-se, aqui tb não posso ajudar pq não sei, sinceramente.
3º) Não custa nada se cada 1 de nós contribuir com qualquer coisa, mesmo pouco que seja, fará a diferença para ela e para o seu filhote! EU espero ajudar, enviando uma peça para leiloar ou então alguma peça para o bébé.
4º) Sugestão: Não será que essa menina bonita, possa fazer alguma coisa em casa??? Passar a ferro para fora, fazer algum tipo de artesanato? Não sei..é uma sugestão! Ficar parado é que realmente não dá! Assim aliava as 2 coisas, ficava com o irmão e ganhava alguns trocos.
5º) Curiosidade: Pq é que o dinheiro do pai vai para a India?? Desculpa as perguntas, mas não posso deixar de as fazer!

AJUDA PORTUGAL disse...

Claudia.
Boa noite, vou tentar responder aquilo que eu sei. por ordem:

1 - Ela está inscrita na ajuda de mãe, que pelo que eu sei, dá o apoio necessário para quem precisa, inclusive alojamento, se nós não conseguirmos nada, é de onde ela vai receber o apoio. Alem disso ela esta inscrita na segurança social e ainda vamos a Santa casa da Misericórdia.O Problema é que se ela vai para a Ajuda de Mãe o irmão fica sozinho.

2 - O irmão esta em uma instituição que recebe deficientes durante o dia, não acho que seja a mais apropriada, visto ele ser o mais esperto do grupo, ajudando os outros, mas isso faz com ele não progrida, mas é o que há. A carrinha passa de manhã leva-o para a escola e traz a tarde, mas o grande problema é nos períodos em que ele não esta na escola, pois foge para uma taberna, as vezes bebe, outras fica lá sem fazer nada, ou fazendo sabe Deus o que? Lá com certeza as companhias não são as melhores, nem a alimentação. Se ele não for para casa, come mal e passa, mal , invariavelmente. Alem disso a Assistente social esta bem a par da situação.

3- Aceitamos toda a ajuda, toda mesma, seja ela qual for, ou uma peça para o leilão ou qualquer coisinha para o bebé, ou simplesmente a divulgação do site.

4- Você viu as fotos da casa, não tem condição de nada, para passar roupa (por ex:) alguém teria de levar e ir buscar a roupa, alem disso lá dentro não há espaço, ela continua procurando emprego, arranjou em uma adega, para servir café, para ganhar 1,2€ a hora, fui eu que disse para ela não ir, trabalhar em um lugar deste, de porta fechada, NÃO, é muito arriscado. A casa é fria e húmida, não tem mesmo condição alguma.

5- O pai do bebé mora em França, é imigrante ilegal, veio da Índia para tentar arranjar algum dinheiro para a família que vive lá em condições péssimas. Uma miséria NUNCA vem só.

Qualquer dúvida respondo com todo o prazer. (é só preciso eu saber).

Beijinhos

claudia disse...

Olá! Bem realmente uma desgraça nunca vem só! É uma vergonha...quem paga 1,20 Eur à hora???? Sinceramente até fiquei chocada quando li. Dentro do possível vou tentar enviar alguma coisinha para o bébé, se bem que eu acho que já muita gente vai enviar roupinhas e ela precisa de muito mais coisas, como comida por exemplo e coisas para se servir...vou ver oq ue arranjo e concerteza terei todo o gosto em ajudá-la! Hoje ela, amanhã somos nós! Pra onde devo enviar as coisas??
O meu msn para contacto é: almeidinh@hotmail.com , penso que é a melhor forma de falarmos.

Um Momento disse...

Li o teu comentário...
O teu e_mail...
Fiz um apelo no meu espaço e espero sinceramente que adiram a ajudar de alguma forma
Muitos Parabéns por esta iniciativa em ambos os espaços...
De alguma forma irei contribuir também:)
Um abraço forte e a melhor das sortes!!!!!

(*)

Carla Filomena Silva disse...

Será que consegue colocar o IBAN? Não consegui fazer a transferência apenas com o NIB...

Ajuda Portugal disse...

Ola meus amigos.
Lembram-se de mim... em 2008 pedi vossa ajuda para a Miúda Bonita. Foi maravilhosos, conseguimos tanta coisa...

Hoje, passados esses anos todos volto, há novamente uma miúda a precisar de ajuda. A Sara é doce, solidária e muito interessada, está a passar dificuldades (pontuais) e precisa de nós.
Ajudem, nem que seja a divulgar o post.

http://ajudaportugal.blogspot.pt/2017/11/sos-preciso-novamente-de-vossa-ajuda.html

Obrigada
Márcia